quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Feliz 2014

Tinha feito um post para publicar aqui fazendo o "balanço" de 2013, as coisas boas, as ruins e um possível objetivo para o ano que começa, só que ao contrário de Jesus, o aplicativo do Blogger não salvou o rascunho. Então, ao invés de ficar chorando pitangas e tentar escrever tudo de novo, quero desejar a todos vocês um Feliz 2014 pleno de saúde e alegria para todos.

Fiquem com as fotos de um risonho Cosmolino e sua bandana amarela desejando fartura a todos os cães (de petiscos, passeios e carinhos), uma panorâmica da praia na hora dos fogos e o baita timing que eu tive ao tirar uma foto com o Erwin e fogos de artifício decentes ao fundo. 









sábado, 9 de novembro de 2013

O Rei da Barraca do Agility

Aproveitando o "meme" da semana, botei a cachola p/trabalhar e resolvi montar DE BRINCADEIRA, os 10 mandamentos do Rei da Barraca de Agility. Se alguém achar que se encaixa na descrição e a carapuça servir, não posso fazer nada. Dito isso, vamo brincar?

1 - Roupas de grife: o Rei da barraca do agility se veste com as melhores camisetas das escolas e também exibe no seu guarda roupa camisetas do agility de outros países, a chuteira para as provas na grama é um item essencial. 

2 - Bebidas: Gatorade, Coca Cola, água são algumas das bebidas mais consumidas, mas Itubaina dá status (só não tem velinha com faísca porque geralmente as provas são durante o dia).

3 - Carros: o Rei da Barraca do Agility tem um carro onde caibam várias caixas de transporte e também tenha conforto, tanto para o rei quanto para os cães.

4 - Cães - Border Collie e Pastor de Shetland são raças que agregam valor à barraca, mais ainda se for filho ou neto de algum cão que tenha participado de Mundial ou pelo menos do Américas & Caribe.

5 - Barraca - a barraca é o lugar onde o rei está mais à vontade, com cadeiras de camping, onde se faz a concentração para entrar na pista, quanto mais gente na sua barraca, melhor.

6 - Serviço exclusivo - abrir uma conta na lanchonete da prova onde se pode gastar de 5 reais até o infinito em espetinhos. 

7 - Segurança - o rei da barraca do agility se preocupa não apenas com a sua integridade física mas também com a do cão ;)

8 - Famosos - fazer cursos com grandes nomes do agility mundial como Lisa Frick e Tereza Kralova agrega valor à barraca, cursos online com a Susan Garrett também. 

9 - Música - a trilha sonora é variada na pista, do rock ao eletrônico, o importante é ter animação na hora do reconhecimento de pista. 

10 - Instagram - ter Instagram é essencial para mostrar as fotos da pista e das medalhas ao final da prova. 

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Ponto final?

Não, meus caros, vocês não estão errados, é um post no MEU blog depois de quase 2 anos sem aparecer nada (esse tal ócio criativo é uma coisa que pega...). Peço desculpas àqueles que tiveram alguma reação alérgica à poeira digital levantada.
 
Sem mais delongas, vamos ao que levou esse post, já que um tweet seria muito curto para explicar e uma publicação no Facebook se perde facilmente.
 
Como todos que acompanham esse blog (alguém? Bueller?) devem saber, o pequeno Cosmo é meu único cachorro e por consequência, o único cachorro com o qual pratico agility, quem nos conhece há mais tempo sabe de toda a nossa história e deve estar se lembrando o quanto eu ando um pouco desanimada/frustrada ao vê-lo passando por baixo dos saltos há várias provas.  Pensei que fosse pelos poucos treinos que andava fazendo, sempre vinha alguém com o tradicional "esse cachorro tá gordo!", o piso não tava ajudando (a areia da prova do ano passado e a grama "off road" da prova do Paranaense, por exemplo) e algumas outras suposições. Apesar disso, ele não sentia/sente dor em ocasião nenhuma.
 
Pois bem, se não treinava "efetivamente", tentei manter pelo menos alguma coisa de obediência, a veterinária que estava cuidando dele disse que ele não estava gordo (e o atual disse a mesma coisa, fizemos exame de sangue e apenas o colesterol dele estava alto), fiz uns 2 treininhos na grama (e parei de treinar no piso daqui de casa) e foi aquela coisa "meio barro, meio tijolo", ele fazia mas não fazia tão bem, tanto que no último treino ele derrubou o salto a maioria das vezes. Uns 2 meses atrás, pensei que ele estivesse com algum problema muscular, foi feito o ultrassom que não acusou nada e finalmente semana passada, ele foi para um estudo radiológico, ou seja, passou por uma bateria de raios X. Hoje pegamos o resultado.
 
No lado das boas notícias, a cervical e a articulação coxo-femural estão muito bem, obrigada, bem como o espaçamento entre as vértebras, mas como nem tudo na vida são flores, houve a descoberta de 2 vértebras a mais, uma na região torácica/lombar com a presença de uma costela hipoplásica e outra na região lombar/sacra (que tem características de uma vértebra lombar mas está na posição de uma lombar), além das 3 vértebras sacrais estarem se fundindo, ou seja, a presença dessas vértebras a mais e essa fusão das demais devem estar causando alguma dificuldade para ele na hora do salto.
 
O que isso significa?  De acordo com o veterinário, infelizmente eu informo que é o fim da linha da dupla Dani e Cosmo em competições oficiais de agility, ele pode ter uma vida "normal" de brincadeiras, caminhadas e até alguns pulinhos mas nada em alturas que ele se esforce muito. O veterinário ainda falou que houve a felicidade de acharmos isso antes que algo pior acontecesse (já que é um problema congênito, ele já tem 7 anos e não houve nenhuma manifestação de sintomas antes) e que a partir de agora é fazer o controle.
 
Daqui para a frente o que vai acontecer? Não sei! Ele é o meu primeiro e único cachorro de agility, o que me apresentou a esse esporte pelo qual fiquei completamente apaixonada e me apresentou a pessoas muito legais. Ele não é o cachorro mais rápido que alguém pode ter (tudo bem, não sou a condutora mais rápida que um cachorro pode ter), o único 1° lugar que tiramos foi porque não tinha mais ninguém na categoria mas nem por isso deixamos de frequentar as provas (e uns pódios ocasionais enquanto estávamos nos iniciantes) mas é o MEU cachorro, o meu fofo, que não fez nada mais do que uma brincadeira e saia feliz da pista p/ganhar um petisco, um carinho ou um brinquedo e mesmo não estando bem entrou em pista comigo e mostrou do seu jeito (passando por baixo dos saltos) que alguma coisa estava errada.
 
Vou arrumar outro cachorro para fazer agility? É possível, não sei quando. Vou aposentar o Cosmo de vez ou tentamos a categoria de veteranos? Não sei, ainda to processando essas informações e tentando achar a melhor solução para todos.  Por enquanto, só posso agradecer a todos os amigos que nos acompanharam e sempre nos deram apoio e torcida até agora, deixo vocês com o que deve ter sido um dos últimos saltos do Cosmo, em Itu, foto belíssima do Miguel Ferigatto.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Daniella e os quadrinhos de Tintim

Uma coisa que eu sempre conto (e quase ninguém acredita ou se espanta) é que eu e os meus irmãos aprendemos a ler com 3 anos (meu irmão mais velho perguntava p/a minha mãe, eu perguntava p/ele e o meu irmão mais novo p/todo mundo). Só p/constar, não somos trigêmeos, foi coincidência de idade. :P

E assim fomos crescendo e lendo, criados na base de gibis como as da Disney (Tio Patinhas, Pato Donald, Mickey), Turma da Mônica e até Nosso Amiguinho (quem conhece? Existe até hoje!) fora uma coleção completa da enciclopédia Mundo da Criança e claro, os obrigatórios livros de escola incluindo aí a saudosa série Vagalume.

Eis que uma vez, lá pelos meus 9, 10 anos recebemos a visita dos nossos primos de SP e a minha prima me deu de presente uns quadrinhos que ela disse que lia e gostava bastante e achou que eu ia gostar. E assim, eu fui apresentada a um carinha jornalista, topetudo e que estava sempre acompanhado de um cachorro branquinho e um capitão de navio que bebe mais do que um navio, eram o Tintim, o Milu e o Capitão Haddock. :)

Li os livros que ela me deu incontáveis vezes mesmo sabendo as histórias de cor e salteado. E por um bom tempo procurei os livros que faltavam (a grande maioria p/falar a verdade) e nunca achava. E infelizmente, por causa de mudanças de casa, perdi uns livros e outros se despedaçaram. Até que uns anos atrás fiquei sabendo que outra editora começou a vender os livros mais uma vez porém com uns preços que eu considerei exorbitantes e no meio desse caminho, acabei comprando só dois (ou seja, tenho uma coleção quase completa p/ganhar de presente se interessar alguém, não precisa ser de uma vez só, pode ser aos pouquinhos hehehe).

Daí começaram as notícias de que Tintim viraria um filme! De início especulou-se que seria "live-action" (com atores de verdade) para depois a confirmação de uma animação e nas mãos de ninguém menos que Steven Spielberg e Peter Jackson, dois caras iniciantes que fizeram uns filminhos como E.T., trilogia Indiana Jones e Senhor dos Anéis, ou seja, alguma coisa boa poderia sair daí. Como fã, sempre fica aquele misto de alegria com pé atrás do que pode ser feito e estragar a coisa toda. Acompanhei algumas notícias, vi só o teaser, não quis ver trailers ou comerciais e ainda por cima não li os livros que serviram de base para o roteiro (um deles por sinal foi um dos que eu comprei).


Depois da data de lançamento ser adiada umas duas vezes, enfim chegou a hora de ver o filme!
Fomos até Floripa p/uma pré-estréia legendada e em 3D (o que particularmente dispensaria em função do meu estrabismo, cansa meus olhos) e o filme foi tudo e mais um pouco do que eu estava esperando. Foi muito emocionante ver desde o começo referências aos quadrinhos através dos desenhos na rua e em quadros na casa de Tintim. Como acredito que a maioria não deve conhecer o Tintin, ninguém vai entender como fiquei ao ver referencias à Sildávia, o Cetro de Ottokar e o Loto Azul. :) Sem contar que não sei como não fui às lagrimas com o início da cena do deserto ser a reprodução fiel de um quadrinho.
A caracterização dos personagens ficou muito fiel, a técnica de captura e o desenho beiram a perfeição. Confesso que estranhei um pouco a idéia de um Tintim "desenhado em carne e osso" - paradoxo intencional - mas o Capitão Haddock ficou muito bem feito, adorei ver a palavra "flibusteiro" na legenda! Esperei por "sacripanta" mas daí acho que seria pedir demais E o Milu ficou um fofo, aventureiro e companheiro como nas histórias e em uma seqüência mostra que poderia ser um bom cão de agility hehehe
Senti apenas falta do Prof. Girassol e suas idéias mirabolantes e brigas c/o Cap. Haddock mas os detetives Dupond e Dupont estavam lá para garantir algumas boas risadas.
O filme deixou um gancho para uma continuação que já deve estar encaminhada, espero não ter que esperar tanto tempo para reencontrar Tintim e suas aventuras.
Enfim, já falei umas duas vezes no Twitter e falo de novo, Steven Spielberg e Peter Jackson, seus lindos! Mais uma vez muito obrigada por me fazer retornar um pouco à minha infância!


Desculpem por mais um texto muito extenso mas vocês sabem como é, quando se fala do que a gente gosta, falar pouco não dá certo :P

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

5ª e 6ª etapas do XIII BR de agility em Cotia - como foi

3 elminações e uma pista que não me rendeu nem pontuação no ranking (aliás, nem em Descalvado no meu honroso 1° lugar de moral eu pontuei), sempre há o que melhorar (se duvidar mais eu do que o Cosmo, mas opiniões divergem) mas mesmo assim foi bom viajar e rever muita gente de quem estava com saudades. Portanto, parafraseando o pessoal da pesca, mais vale um dia (no caso dois) ruim de agility do que um bom de trabalho.

Deixo o vídeo p/vocês, não há muito o que comentar. 

Obrigada ao Aurélio pela carona de sempre, ao Fabiano pelas filmagens, à Val, super trainer à distância, pela ajuda em reconhecer a pista (e as piadas hehehehe) e à galera em geral pela torcida e apoio.

sábado, 5 de novembro de 2011

Curso de agility em Balneário

Sim, vocês leram direito, não to trollando, não.  A Fran, adestradora que mora em Gaspar, está organizando um curso e está trazendo a Regina e a Fatima de SP para ensinarem os fundamentos e bases do agility. Quem sabe a coisa engrena?




O curso vai ser lá no Animacão e ainda dá p/fazer inscrição (rimou sem querer hehe).  Para conhecer mais do local e das professoras, acessem www.agilitybalneario.com.br

Eu não estarei presente pq vou competir na outra semana e infelizmente não tá sobrando p/fazer tudo de uma vez só (mas se deixarem eu passo lá e dou um oi :P).